Aprenda a técnica usada por Clarice Lispector e Guimarães Rosa
0
0

Aprenda a técnica usada por Clarice Lispector e Guimarães Rosa

Escrever pode ser uma forma de cura e transformação pessoal. Grandes escritores como Clarice Lispector, Guimarães Rosa e Virginia Woolf também recorriam a essa prática de escrita. Leia e entenda como.

Livro Aberto
3 min
0
0

Ultimamente, tenho me interessado pelo poder terapêutico da escrita livre. Tenho entendido que escrever pode ser um processo de cura profunda e de transformação pessoal, e isso é um método que ainda estou engatinhando, mas quero deixar como diquinha pra você! ✍️

Já experimentou colocar suas emoções, pensamentos e experiências no papel? E quando digo no papel, é no bom e velho papel mesmo, com uma caneta ou lápis - confie em mim, faz diferença escrever à mão.

Email image

Não pense que essa é uma técnica nova ou da modinha. Grandes escritores como Clarice Lispector, Guimarães Rosa e Virginia Woolf também recorriam a essa prática de escrita com fluxo de consciência. Ficou interessado em praticar essa escrita? Se sim, continue a leitura que eu vou te ensinar um pouquinho do que já aprendi. Quem sabe esse novo hábito não lhe traga ideias para novas histórias ou até mesmo um novo livro, bora lá?

5 dicas para escrever com a técnica de Clarice

  1. ✍️ Escreva todos os seus pensamentos no papel: o fluxo de consciência é como uma conversa consigo mesmo, onde você não precisa se preocupar com linearidade, estrutura ou pontuação. É libertador! E aqui vai a minha dica de amiga: marque 10 minutinhos no cronômetro e simplesmente comece a narrar seus próprios pensamentos e sensações do jeito que eles vêm à mente
  2. ✍️ Misture o presente e o passado: sabe quando estamos andando por aí e, de repente, um cheiro ou uma visão nos transporta para um momento do passado? Nossos pensamentos fazem isso o tempo todo, misturando memórias e o presente de uma forma bem natural. Quando estiver escrevendo, deixe suas lembranças fluírem junto com o presente.
  3. ✍️ Explore as sensações não é maravilhoso como um cheiro, uma imagem ou um gosto pode nos transportar para outro lugar? Nossos sentidos têm esse poder de nos conectar profundamente com nossas memórias e emoções. Imagine sentir o calor do sol na pele e, de repente, ser transportada para uma tarde de verão da infância, brincando no quintal da casa da avó. Ou sentir o cheiro de um perfume e lembrar de um amor antigo...

Dica de leitura

Para entender um pouco melhor sobre o processo de cura pela escrita, quero indicar dois livros incríveis para você ler e começar a praticar!

Email image

No livro Cura pelas palavras, a autora traz exercícios guiados de escrita criados por ela a fim de inspirar a criatividade e a cura. Esses exercícios podem te a explorar seus traumas, lutos, corações partidos 💔, amor, cura e a celebração da vida.

Já em O caminho do artista, Julia Cameron introduz práticas diárias como as "páginas matinais", onde escrevemos livremente logo ao acordar 😴, sem julgamentos ou preocupações com a gramática. Esse hábito ajuda a desbloquear a criatividade e a liberar emoções reprimidas, promovendo a cura emocional.

Vamos escrever juntos?

Quero te encorajar a começar essa prática de escrita livre hoje mesmo. Compartilhe comigo suas experiências e desafios, e vamos juntos nessa jornada de autoconhecimento e criatividade.

Se você ainda não está na nossa comunidade de autores, clique no link abaixo e venha participar com a gente!

Compartilhar conteúdo

Até a próxima leitura!

Com amor,

Fernanda Vizian

P.S.: Não se esqueça de conferir seu e-mail semanalmente para mais novidades e conteúdo exclusivo! 💌


Email image

Você está recebendo este e-mail porque se inscreveu na newsletter Livro Aberto: sua dose semanal sobre escrita e literatura. Por aqui compartilho os bastidores do mundo literário, os segredos de autores, dicas de escrita e as histórias por trás das histórias.