At Pingback you can find real contentGet access to a world of content created by those who know what they're talking about.

Loading...Loading...

By Torcedor Alone

Last update 1 hour ago2 Min.

Type or paste your text right over her
Como a música do Capital inicial já dizia…  Hoje é o dia da  estréia do Paysandu no campeonato paraense, e o que esperar? 
Já tivemos uma pequena prévia no sábado passado com o amistoso entre o Paysandu x Seleção de Barcarena, onde pelos relatos ( não vi o jogo ainda ) Ricardinho e Danrlei foram os que mais se destacaram, porém o time como um todo foi bastante elogiado. 
Se o Márcio manter o que ele fez no Londrina, teremos um time utilizando bastante os laterais, e a saída de bola terá que que ser bem qualificada. Talvez o Ricardinho seja o responsável pela saída de bola. 
Acho que se o Dioguinho se mantiver no time, terá um papel importante pois consegue fazer bem o corredor, tem um bom 1x1 e tem força  nas transições.  
Então meu palpite para time titular para amanhã : 
Elias; Igor, Heverton, Marcão e Patrick; Bileu, Ricardinho, Aldo e Dioguinho; Toscano e Henan. 
Pegando como base seu último trabalho, o time irá construir em um 3-4-3
Na organização defensiva está minha dúvida maior, no Londrina ora usava o 4-1-4-1 ora usava o 4-2-3-1, sendo o Zeca que realizava a primeira pressão no adversário, onde não vejo o Henan fazendo com a mesma intensidade e pode ser difícil o Toscano fazer o corredor também.
Com isso, ele pode acabar voltando ao que ele fez no Vila Nova utilizando o 4-4-2 onde lá quem fazia a primeira barreira era Henan e Alan Mineiro e no Paysandu seria Toscano e o mesmo Henan.
Mas o ponto que gostaria de destacar é que a torcida tente ter um pouco de paciência ( não é fácil, eu sei) com um novo trabalho que se inicia. O paysandu está virando um triturador de técnicos e jogadores e isso precisa chegar em um ponto final para ter sucesso. Agora com um departamento de futebol um pouco mais estruturado, a esperança se renova, vamos com tudo. Dificuldades vão aparecer, cobranças tem ter mas vamos fazer com coerência. 
Saudações 
Torcedor Alone 
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment

By Maikon Schiessl

Last update 1 hour ago1 Min.

Toronto, 26 de janeiro de 2022
Caro leitor,
Já não é hoje eu venho debatendo sobre o assunto do trabalho remoto no Agro.
Eu já até falei disso em uma das newsletter passada sobre as 8 profissões do futuro.
E ainda mais, como eu acredito que o trabalho remoto será parte do dia a dia de um profissional do Agro.
E hoje eu venho aqui divulgar uma oportunidade.
Estamos contratando.
A vaga é 100% remota.
Trabalhe de onde quiser.
O link para mais detalhes está aqui
Continue reading
0 Ping
2 RepliesReply
Make a comment

View more replies

By Vinicius Raeder

Last update 1 hour ago4 Min.

No dia 16 de janeiro de 2022 começou mais uma edição do Big Brother Brasil e é considerado um dos programas mais vistos durante o ano. Durante 3 meses em média, um numero de participantes ficam dentro de uma casa onde são observados durante vinte e quatro horas por dia, sendo mostrados para todo o Brasil e, lá dentro, eles devem conviver entre si e realizar provas para eleger um líder a cada semana e, com o voto deste líder e dos outros participantes, colocar os participantes em uma votação chamada "Paredão" para que toda semana tenha um eliminado, até que reste apenas 3 ou 2 para a final. O Vencedor recebe uma quantia de dinheiro como prêmio, além de vários prêmios obtidos durante o programa.
Independente se a pessoa gosta ou não do programa e de que tipo de conteúdo de entretenimento ele traga, é inegável  que nos últimos anos ele atrai muitos consumidores, seja na forma nos índices de audiência ou seja de patrocinadores que colocam seu dinheiro no programa. Através de estratégias de Marketing, a Rede Globo, emissora que transmite o programa no Brasil desde o ano de 2002, consegue com que o programa seja visto por milhões de pessoas em território brasileiro. De janeiro até meados de março, é muito difícil fugir do assunto Big Brother Brasil.
Encima disto é possível listar 5 observações feitas, a partir de uma analise de mercado, público alvo e de segmentação, além de Marketing Digital conforme veremos:
1) Anúncio de Produtos: Dentro do Programa, várias marcas utilizam este espaço para poder fazer propaganda de seus produtos, seja nas provas que ocorrem ou em situações do dia-a-dia dos participantes. Pela grande audiência do programa, as marcas chegam a pagar uma quantia alta de dinheiro para anunciar seus programas e esta estratégia é executada em momentos chaves do programa, onde os índices estão no alto, principalmente no programa diário da Globo.
2)Redes Sociais: Nas ultimas edições do programa as redes sociais se tornaram ferramenta de comunicação entre os participantes com o público, além de serem um "termômetro" para saber como andam a popularidade dos participantes. As redes sociais, como Twitter e Instagram, também refletem sobre a estratégia de divulgação, seja de notícias relacionadas ao programa ou enquetes de votação para saber qual o participante é mais popular, ou mais odiado, pelas pessoas, seja através de hashtags ou menções. 
3) Marketing Pessoal: Quando ocorre os Paredões no programa, os participantes precisam convencer o público que devem permanecer na casa, para continuar no jogo e buscar o prêmio. Para o público, o que vai contar é como o participante interage com os outros e a imagem que ele passa durante a semana, seja se envolvendo em polêmicas, ajudando outros participantes ou trabalhando em equipe. Saber fazer um marketing pessoal é fundamental para que o participante cative o público para que ele continue na disputa, mas se for mal feito, pode ter a consequência da eliminação, além do pós jogo.
4) Fidelização do Público: Quem gosta do programa é fiel e vai consumir tudo o que vier dele, além de elegerem os personagens favoritos, e os que não vão gostar. Durante a duração do programa o publico, além de fazer a divulgação em redes sociais e no Marketing Boca a Boca, torna-se "parte do programa" vendo nos participantes características que ele possui, podendo constituir uma Persona Marketing e fazer com que seja consumido mais e mais conteúdo sobre o mesmo.
5) Pós-Jogo: Quando o participante é eliminado, ele volta a vida cotidiana, mas quando o personagem consegue cativar o público, é normal que ele utilize de sua imagem dentro do programa para fazer campanhas publicitárias ou conseguir uma carreira no meio artístico. Em alguns casos, alguns participantes conseguem, através de Publicidade, ganhar em dinheiro um valor maior do que se tivesse ganhado o programa e, em outros, constroem uma carreira que faça com que as pessoas não lembrem que eles participaram de um reality show.
O Big Brother, em sua 22º edição, já teve momentos que ficaram marcados no imaginário dos brasileiros e, com certeza, a maioria das pessoas já assistiram a pelo menos uma edição do programa. O dinheiro envolvido na realização de cada edição gira na casa dos milhões e faz com que seja um dos programas mais rentáveis da televisão e um caso de sucesso, independente das diversas opiniões sobre o tipo de entretenimento que ele fornece. Quando analisamos o marketing feito sobre o programa, podemos dizer que ele fornece um material para analise e, como diz a musica de abertura "Tem que ir até o final Se quiser vencer".
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment
Você não faz ideia do quanto eu te amo. Não tem ideia. E quando essa música toca, mesmo hoje, mesmo depois de tantos anos eu consigo ver você vindo na minha direção pra dançar. Sim, você adorava dançar comigo e eu amava dançar com você.
Estar com você era como um lugar onde eu queria estar para sempre. Não havia lugar melhor para se estar. Você me ensinou tanta coisa sobre você, sobre bebês e sobre mim. Principalmente sobre mim e eu serei eternamente grata a cada segundo que passamos juntinhos, mesmo quando você fazia birra - mas era tão raro que por isso consigo me lembrar - em 99,999999% das vezes você era a coisa mais maravilhosa que o planeta Terra poderia conceber. 
Por isso que eu insisto essa é a nossa música porque sempre que eu me sinto triste eu posso voltar para ela e pra memória de ter você dançando nos meus braços com seu sorrisinho de quatro dentes, seu excesso de ritmo e compreensão musical - só não entendo como você conseguia gosta de me ouvir cantar. Acho que era amor também - ou falta de opção. 
Você foi a criaturinha que eu mais amei assim, porque você me ensinou que pessoas podem ser mais que pessoas, lugares na memória e na música. E que isso dura pra sempre. 
Desde que eu possa lembrar de você, desse lugar, meu coração vai continuar batendo.
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment

By Victor Maia

Last update 4 hours ago5 Min.

Essa que foi uma série produzida pelo canal norte-americano Showtime e chegou no Brasil através da Netflix.
Tornou-se rapidamente querida entre jovens empresários e empreendedores.
A série é muito dinâmica e recheada de personagens complexos envolvidos numa trama extensa em que envolve muita inimizade, problemas morais e éticos e também longos testes sobre limites individuais.
A verdade é que a dualidade dessa série gira em torno dos personagens Bobby Axelrod, fundador do hedge fund Axe Capital, e do procurador do estado de Nova Iorque, Chuck Rhoades.
Da relação política e conturbada de ambos se dá o desenrolar dessa história, que se você prestar bastante atenção, pode nos ensinar valiosas lições para a vida, trabalho, empreendedorismo e por aí vai...
Se você está gostando do vídeo até agora e quer ver mais reações e análises como essa, não se esqueça de se inscrever no canal e ativar as notificações. Isso ajuda demais quem está produzindo conteúdo!
Recentemente finalmente foi encerrada a quinta temporada dessa série, infelizmente a quinta temporada foi fatiada em duas partes devido a pandemia , tendo a primeira parte exibida em 2020 e a segunda parte em 2021.
E, spoiler alert, na quinta temporada temos a saída do ator Damian Lewis da série; o que indica o fim do ciclo do personagem de Bobby Axelrod.
Como forma de homenagear o personagem e a série, separei alguns aprendizados que tive ao acompanhar a série desde o nascimento lá em 2016!
Vamos lá?

Esteja Sempre Preparado

Uma das lições que a série deixa para nós é de estarmos sempre preparados. Sim, se houve algo que é marcante em todas as temporadas da série - talvez até em todos os episódios - é que não há nada certo enquanto o outro jogador não diz que terminou. Reviravoltas são constantes, e o que acreditávamos muitas vezes ser o fim, na verdade marcava o retorno triunfante de um dos personagens. Então é importante que estejamos sempre preparados para alguma mudança forte em nossas.
Na série a única vez que Bobby não esteve preparado, foi quando promoveu Taylor Mason e acabou recebendo um golpe inesperado.
Ou ainda mesmo, nesta última temporada, na cena forte com os charutos; onde toda a equipe de Bobby estava a postos para comemorar um “vitória” e acender os charutos de comemoração. Quando foram surpreendidos de última hora.

Com o dinheiro, vem a liberdade

Dinheiro não compra felicidade. É o que muitos dizem...
Isso abre caminho para alguém, qualquer um, para comprar as coisas que os fazem felizes. Mas, se há uma coisa que o dinheiro pode comprar, essa coisa é a liberdade.
E quando você tem um bilhão de dólares, sua agenda diária pode ser o que você quiser. Para Axelrod, cada dia não tem fórmula e ele tem o poder de fazer o que quiser. A reunião só pode começar quando ele aparecer.
E quando Axelrod quer um cheesesteak, ele não pede apenas para ele, mas para toda a sua equipe. E quando ele quer alguma coisa, ele geralmente costuma a conseguir!
Parte de ser Axelrod significa que todos se aproximam de você, e não o contrário. De qualquer forma, com muitos bilhões vem muitas responsabilidades e muita liberdade.
Pronto, agora o nome de Axelrod entrou para a posteridade. Conseguiu se equiparar aos gigantes da indústria no século XIX.

Alguns usarão seu poder para oprimir os fracos

Que Billions trata sobre o jogo de poder não é novidade, acredito que desde de Frank Underwood em House of Cards, não vemos um personagem tão sedento por poder assim.
Esse é o caso de Chuck Rhoades.
Chuck é o advogado do Distrito Sul de Nova York e, embora odeie os criminosos ricos que pensam que o dinheiro os libertará da justiça, ele se assume como uma pessoa implacável.
Sabe, aquele que acredita ser o paladino da justiça e moralidade?
Pois é, na primeira temporada esse traço de sua personalidade é muito forte e ainda não passamos por toda a construção sobre sua moralidade e ética que se tem na temporadas seguintes.
No episódio três da primeira temporada, ele descobre que um passeador de cães não pegou o cocô de seu cachorro. Ele intimida a pessoa a pegar o cocô com as próprias mãos e descartá-lo adequadamente.
Na vida, algumas pessoas usarão qualquer poder que tenham, seja de seus empregos, conexões ou dinheiro para garantir que oprimam aqueles que não têm a mesma sorte.
Veja o que Chuck faz, novamente, ao final da primeira temporada.

Nunca se esqueça de onde você veio

Durante as cinco temporadas da série, vemos Axelrod ir constantemente a uma pizzaria em um bairro mais simples de Nova Iorque.
Percebemos que Bobby tem uma memória bastante afetiva com o local.
Por diversas vezes, Axelrod tenta usar seus bilhões para salvar algo de sua infância.
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment

By Andrei Golfeto

Last update 20 hours ago3 Min.

Quero começar já deixando claro que as melhores oportunidades não são divulgadas, ou você prospecta e cria elas, ou acaba sendo indicado.
Prospectar e criar uma vaga vai depender da sua capacidade de criar uma rede de contatos e nutrir ela. Pense que cada interação que você tiver no seu trabalho atual é a chance de fazer contatos e estabelecer ótimas conexões.
E um dos caminhos mais promissores será quando você for indicado, o que muda muito como a empresa vai lidar com você durante o processo.
Existe uma grande diferença entre se candidatar uma vaga e ser recrutado para uma. Como a maioria das pessoas não acaba sendo recrutada porque não desenvolveu sua rede de contatos ou externalizou seus cases para o mercado, aqui vou focar mais em como você pode se destacar para as vagas:
1) Menos é mais: pare de aplicar para todas as oportunidades que surgirem. Selecione as empresas que você tenha desejo e foque em aplicar nelas;
2) Veja se faz sentido: leia o job description e leia se faz sentido com a sua trajetória. É impressionante a quantidade de pessoas que se candidata e não lê todas as informações com antecedência;
3) Cada vaga, um currículo: monte um cv adaptado com o que faz sentido para aquela vaga. Comece elencando o que for mais importante para ela no topo e use como uma ferramenta para já afiar o seu storytelling durante o processo;
4) Peça ajuda: aborde algumas pessoas que você tenha na sua rede para te darem dicas durante o processo seletivo, o que elas fizeram para se destacar, como se prepararam e demais percepções;
5) Estude: leia notícias recentes da empresa, leia todo site institucional e Wikipédia, procure avaliações no Glassdor, mapeie as pessoas mais influentes da empresa e vá procurar vídeos delas no YouTube ou podcasts, procure alguns artigos, estudos, análises de mercado, livros e o que você puder para te dar contexto;
6) Se prepare: pegue os valores da empresa e elenque uma situação profissional com profundidade relacionada a cada um dos valores. Deixe claro qual era o contexto, o que você vocês, quais foram os resultados e aprendizados. Tenha bem definido respostas para perguntas padrões de: sua trajetória, pontos fortes, fracos, pretensão salarial, por que essa vaga e essa empresa, etc;
7) Treine: pegue 2 pessoas que te conheçam a mais de 2 anos e pratique com elas as entrevistas;
8) Energia alta: se prepare para estar com alto nível de empolgação e demonstrar brilho no olho na entrevista. Faça atividades que te deem muito prazer antes e chegue com bastante confiança;
9) Feedbacks: a maioria dos processos seletivos você não será chamado, mas os que avançar, peça sempre um feedback do que pode melhorar na próxima;
10) Tá tudo bem: saiba que não existe oportunidade perdida, apenas adiada. O importante é usar todo processo como aprendizado, curtir a jornada, aproveitar para conhecer melhor novos mercados e empresas, e no final do dia acaba sendo uma ótima oportunidade de autoconhecimento.
Esse é o caminho mais trabalhoso, porém necessário já que a maioria das pessoas foca no curto-prazo da suas carreiras.
Se eu pudesse dar uma recomendação final, seria:
Foque em construir bons relacionamentos, cases e habilidades que vão te subir de nível. No começo pode ser difícil, mas a médio e longo-prazo você vai poder se ver na situação privilegiada de escolher as melhores oportunidades.
Continue reading
2 Pings
1 ReplyReply
Make a comment

View more replies

By Guga Noblat

Last update 13 minutes ago3 Min.

Olavo de Carvalho se foi. Morreu de Covid, segundo sua filha. Mas o olavismo segue vivo e está rachado com o bolsonarismo. Apesar de o presidente ter decretado luto nacional pela morte de seu guru, eles estavam rompidos depois de Bolsonaro se entregar de corpo e alma para o centrão. Olavo era um golpista reacionário, Bolsonaro um espertalhão do baixo clero que topa tudo para ganhar uma sobrevida na política. Hora de 8 noticias curtinhas para começar a quarta-feira na minha Pingback.
1 - Enfim, Bolsonaro decreta luto nacional. Após ignorar mortes de artistas como Elza Soares e Tarcísio Meira, o presidente resolveu que era a hora de o Brasil entrar de luto por conta do falecimento de Olavo de Carvalho, seu guru apesar de ter sido chamado de burro por ele meses atrás. Olavo descartou a ideia de que Bolsonaro representa a direita brasileira: "No Brasil, ou você é comunista ou é neutro. Não existe direita. Existe bolsonarismo". No futuro o que sobrará à extrema-direita: olavismo ou bolsonarismo?
2 - Alô, alô, Ministério Público Federal. É bom ficar de olho. A milícia digital bolsonarista apelidada de Gabinete do Ódio segue atrás de ferramentas de espionagem. Um integrante dessa milícia está em contato com um representante da DarkMatter, fornecedora de sistemas de arapongagem sediada em Dubai, nos Emirados Árabes. A informação é do UOL.
3 - Quem está de olho numa vaga no Senado como candidato de Jair Bolsonaro é o recém liberto da cadeia Roberto Jefferson. O presidente de honra do PTB, que ganhou direito à prisão domiciliar esta semana, só pensa na eleição de outubro. Crê que se fortaleceu com os bolsonaristas por ter parado no xilindró após ameaçar ministros do Supremo Tribunal Federal, informa Evandro Éboli no Metrópoles.
4 - E quem está prestes a se filiar ao PTB de Jefferson é a ministra Damares Alves. "O Brasil quer saber se serei candidata, por qual estado e por qual partido", disse Damares após se reunir com deputadas do PTB.
5 - Brasil cai em ranking mundial de percepção de corrupção e fica em 96º lugar. Com o governo Bolsonaro no poder, o Brasil caiu posições no ranking, alcançando seu pior desempenho em 2019, na 106ª posição. O aparelhamento da Polícia Federal, do MPF, da agência de espionagem (ABIN), além da entrega do orçamento para o centrão são algumas das razões da queda.
6 - Jorge Oliveira, ministro indicado por Bolsonaro ao TCU, suspendeu os efeitos da portaria que daria transparência aos gastos do governo em ações de combate à Covid-19.
7 - PP, PL e Republicanos, os três mais importantes partidos do Centrão, comandam, hoje, 32 pontos chaves da administração federal, segundo levantamento do jornal O Globo. Sob o controle deles, 149,6 bilhões de reais do Orçamento da União; fora 901 milhões de reais da parte secreta do orçamento que o Supremo Tribunal Federal quer saber no que é gasta. A cifra de 151 bilhões de reais é maior que os orçamentos deste ano dos ministérios da Defesa (116,3 bilhões) e da Educação (137 bilhões); e só um pouco menor do que o da Saúde (160 bilhões).
8 - Estudante confronta Bolsonaro. “Fui ao cercadinho falar o que eu acredito. Não sou especial por isso! Sou só mais uma que entendeu que atrás desse personagem machão, cristão e honesto, existe um covarde”. Palavras de Hadassa Gomes, 19 anos, estudante de jornalismo em Sorocaba, que disse poucas e boas na cara de Bolsonaro.
Continue reading
35 Pings
Reply
Make a comment
Olá se você chegou até este artigo é para saber mais informações do Projeto Vida de Instagram não é mesmo ? O Curso Vida de Instagram Funciona Mesmo ? é Bom ? Vale a Pena ? Leia até o final!

O CURSO VIDA DE INSTAGRAM FUNCIONA ? É BOM ? VALE A PENA  ?

Vida de Instagram é Bom, sem dúvida! Você irá receber o melhor projeto do mercado de marketing no instagram diretamente em seu celular. 
Apenas copie e cole os nossos táticas. você não vai mais perder tempo procurando uma forma de ganhar dinheiro no instagram, você só se preocupara em colocar o conteúdo do curso vida de instagram em pratica, sem precisar conhecer sobre o instagram e pode trabalhar de qualquer lugar, sem sequer precisar sair de casa.
Temos uma grande equipe especializada em fazer todo o trabalho de análises e testar as estrategias para enviar a voce as melhores estrategias em nosso projeto vida de instagramgrupo VIP.

VIDA DE INSTAGRAM DENIS MACEDO FUNCIONA? 

O Vida de Instagram Funciona Sim é um projeto para ganhar dinheiro rápido, que te dá acesso ao Clube de Ativação assim que você fizer uma venda do curso Vida de Instagram você tera acesso automatico ao Clube de Ativação, Não é necessario pagar para entrar no clube de ativação.O Instagram É a rede social com maior número de usuários simultâneos, por isso se tornou uma fonte de renda extremamente lucrativa.
Resumindo, você pode se tornar famoso no Instagram e começar a ganhar dinheiro com isso. Tudo começa com um público e uma orientação de alta qualidade.
O objetivo deste Curso Vida de Instagram é aumentar o número de fãs reais e transformar o público de fãs em uma nova fonte de renda.
Projeto Vida de Instagram é um curso que ensina como construir um Instagram altamente lucrativo do zero. Você aprenderá a escrever um editorial online, que é uma ferramenta rápida de alavancagem de fundos.
Vida de Instagram é um espaço exclusivo para quem já participou da campanha para ativar a prosperidade financeira e pessoal.
Este é o único projeto na Internet que te traz um resultado garantido, assim como a sua publicação, você pode ganhar no mínimo R $ 1.520,00 por mês, o que está correto no início do projeto.

O QUE É VIDA DE INSTAGRAM?

Vida de Instagram é um curso que ensina como construir um Instagram altamente lucrativo a partir do zero. Você aprenderá a montar e editar a linha, que é uma ferramenta rápida de alavancagem de capital. 
O Instagram agora é a TV do passado. É a rede social com maior número de usuários simultâneos, tornando-se uma fonte de renda extremamente lucrativa.
Resumindo, você pode se tornar famoso no Instagram e começar a ganhar dinheiro com isso. 
Tudo começa com um posicionamento de qualidade e geração de audiência.
O foco deste Curso Vida de Instagram é aumentar o número de seguidores verdadeiros  e transformar o público de fãs em uma nova fonte de renda
Vida de Instagram  é um curso que ensina como construir um Instagram altamente lucrativo a partir do zero. 
Você aprenderá a montar editoriais online, que é uma ferramenta rápida de alavancagem de fundos.
VEJA TAMBEM

CURSO VIDA DE INSTAGRAM É BOM?

Vida de Instagram é um espaço exclusivo para quem já está no movimento de ativação da prosperidade financeira e pessoal. Este é o único projeto na Internet que te traz um resultado garantido, assim como a sua publicação, você pode ganhar no mínimo R $ 1.520,00 por mês, o que está correto no início do projeto.

CURSO VIDA DE INSTAGRAM FUNCIONA?

O Curso Vida de Instgram Funciona Sim,a Grande ideia [receber por postagens do Intagram] Denis é o criador do conceito de Renda Comunitária, que entende as parcerias de negócios em grupo e usa ações pré-determinadas para utilizar a renda existente gerada pela demanda reprimida do mercado.
 Sua missão é ajudar profissionais de todos os mercados a desenvolver a capacidade de liderar pessoas e mercados por meio do marketing digital e da autoconsciência. Ele acredita que liderança é despertar a disposição dos outros para fazer coisas, em vez de esperar que outros façam por você.

CLUBE DE ATIVAÇÃO [DESCUBRA O SEGREDO PARA ATIVAR A PROSPERIDADE FINANCEIRA E PESSOAL]

Projeto Vida de Instagram é uma ferramenta de alavancagem para ganhar dinheiro rapidamente.Contanto que você venda um de nossos cursos, você tem o direito de obter acesso ao Clube de Ativação. 

OQUE É O CLUBE DE ATIVAÇÃO

O Clube de Ativação é um espaço exclusivo para quem já está no movimento de ativação da prosperidade financeira e pessoal. 
É impossível ingressar no clube de ativação pagando algum valor monetário e ninguém gasta dinheiro para ingressar no clube.
Como eu disse, o direito de participar deve ser conquistado por quem já participou do movimento pela prosperidade, não há melhor iniciativa do que ganhar dinheiro para mostrar o estado de prosperidade. 
Portanto, a chave da porta do clube é dada ao sócio quando este vende o curso pela primeira vez
O Clube de Ativação é um espaço que oferece reuniões online e presenciais. 
No portal da EAD, há diversos cursos de desenvolvimento pessoal, marketing, liderança e ativação da prosperidade. É composto por pessoas diferentes, não adequadas para homens e mulheres no mundo tradicional, pessoas livres e, portanto, não adequadas para a socialização. Os clubes são o movimento natural das pessoas e eles precisam se reunir para ativar sua prosperidade e trazer clareza para aqueles que ainda não podem ativar sua prosperidade.

QUEM E DENIS MACEDO?

Denis Macedo é conhecido como o treinador líder, o criador do método de treinador de líderes, o mestre da PNL, o professor e aplicador do método de coaching, o especialista em linguagem hipnótica, o criador do movimento: prosperidade ativadora, falante, escritor, casado, advogado, presidente do Advanced Leadership Training Institute LTDA, CEO da Dennis Macedo Marketing LTDA, servo de Deus, marido dedicado e pai apaixonado.
Ele treinou e educou milhares de líderes por meio dos seguintes cursos: "A Arte da Comunicação", "Copiar a Fórmula do Líder", "Treinador de Liderança", "Seu Início Perfeito", "Vida de Instagram", "Clube de ativação" Espere.

VEJA TODAS AS AULAS DO MINI CURSO VIDA DE INSTAGRAM

AULA: Introdução
O que é e Como Ganhar Dinheiro com a Linha Editorial
AULA 1:
COMO CRIAR E CONFIGURAR UM PERFIL PROFISSIONAL NO INSTAGRAM
AULA 02
Como Crescer Seguidores e Audiência do Instagram
AULA 03
A Forma Mais Rápida de Ganhar Dinheiro Com o Instagram
AULA 04
OPORTUNIDADE Ganhe para divulgar no INSTAGRAM!
DUVIDAS ENTRE EM CONTATO PELO WHATSAPP

VEJA ALGUNS MÓDULOS DO CURSO VIDA DE INSTAGRAM 

[MODULO 01] - Vida de Instagram

[MODULO 02] - Criação

[MODULO 03] - Crescimento

[MODULO 04] - Oferta

[MODULO 05] - Fontes de Trafego

[MODULO 06] - Integrações Digitais

[BÔNUS] - Curso de Vendas e Fechamentio

[MODULO BÔNUS] - Dicas na Prática

[BÔNUS] - Curso Iniciante Canvas

[BÔNUS] - DÚVIDAS FREQUENTES

[BÔNUS] - Linhas Editoriais Profissionais

DEPOIMENTOS DE ALUNOS DO CURSO VIDA DE INSTAGRAM

O que é vida de Instagram?,Quem é Denis Macedo?,Como funciona o Vida de Instagram?,Quanto custa o curso vida de Instagram?,mini curso vida de instagram,vida de instagram curso ,vida de instagram funciona,vida de instagram e bom,vida de instagram vale a pena,vida de instagram curso download,vida de instagram reclame aqui,vida de instagram funciona,
As pessoas também perguntam
O que é vida de Instagram?,
Quem é Denis Macedo?,
Como funciona o Vida de Instagram?,
Quanto custa o curso vida de Instagram?,
mini curso vida de instagram,
vida de instagram curso ,
vida de instagram funciona,
vida de instagram e bom,
vida de instagram vale a pena,
vida de instagram curso download,
vida de instagram reclame aqui,
projeto vida de instagram funciona,
vida de instagram 01
vida de instagram eduzz
vida de instagram download
escola projeto vida reclame aqui
instagram lucrativo
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment
Um dia desses estava correndo, e o meu velho ipod tocou "Bullet the blue sky" com o Sepultura e lembrei, caramba! como essa cover é excelente. a música nem parece, mas é uma cover do U2 do clássico album The Joshua tree da banda irlandesa, daí tive a ideia de uma lista de covers que são tão boas ou até mesmo, melhores que as músicas originais. segue abaixo uma lista, fora de ordem:
1 - Sepultura - Bullet the blue Sky (Cover do U2)
Essa cover foi lançada no bom disco de covers "Revolusongs" lançado pelo sepultura em 2002. Destaques também para  cover de "Angel" do Massive Atack e "enter sandman" 
2 - Joe Cocker - With a little help from my friends (Cover do The Beatles)
Essa versão ficou eternizada na abertura da clássica série "Anos Incríveis". conheci a música primeiro nessa excelente versão do joe cocker, e só fui ouvir a original do Beatles, alguns anos depois. eu considero essa versão bem melhor que a original, com o perdão da heresia.
 Bônus:  Jim Belushi no SNL  imitando o Joe Cocker em woodstock é algo surreal.  
3 - Lianne La Havas - Weird Fishes (Cover do Radiohead)
A versão ao vivo dessa cover da ótimo cantora inglesa, lianne la havas é puro ouro. 
4 - Lorde - Everybody Wants to Rule the World (Cover do Tears for Fears)
Essa cover feita para a trilha sonora de "Hunger Games" ficou tão boa, que os Tears for Fears usam pra tocar nos shows antes deles entrarem no palco em alguns show recentes.
5 - Placebo - Big Mouth Strikes Again (Cover do The Smiths)
Lembro quando ouvi a primeira vez essa cover na finada Rádio Cidade FM. O vocal do Brian Molko e o solo de guitarra são impecáveis. Foi gravada pro album "covers" que também tem como destaque as ótimas covers de "Running up the hill" da Kate Bush e "Where is my Mind?" do Pixes.
6 - O Rappa - Vapor Barato (Cover da versão de Gal Costa)
Uma das primeiras músicas que ouvi do O Rappa. ficou sensacional e elevou merecidamente a banda ao merecido destaque nacional.
7 - Muse - Feeling Good (Cover da versão da Nina Simone)
Já conhecia versão da Nina Simone que é magnífica. mas essa do Muse, troxe mais peso e manteve o groove da versão da Nina. 
Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment

By Eduardo Sully

Last update Yesterday9 Min.

Na era da experiência podemos dizer que quase tudo foi reinventado e a mudança faz parte desse contexto. Disrupção, reinvenção, quebra de paradigmas, inovação... termos usados à exaustão mas que soam como clichê.
Atualmente vivemos a nossa vida na velocidade que consumimos informações, ou foi a velocidade que consumimos informação que tornou a nossa vida corrida, com pressa e muita das vezes atropelando tudo pela frente? E na grande maioria das vezes não percebemos que algo tão simples pode trazer tanto resultado. É possível obter muito mais resultado fazendo muito menos. Aqui começamos o nosso raciocínio sobre a era da experiência, a era que estamos vivendo hoje.
Para seguir nessa conversa, é importante falar o que antecede a era da experiência falando sobre as eras que vieram antes dela.

A Era agrícola

Aproximadamente 10 mil anos atrás o ser humano transitaram de uma espécie que caçava para comer, para uma espécie que começou à cultivar os seus alimentos, aqui tem início a revolução agrícola. 
Além da agricultura, o homem passa a dominar a criação de animais. Os dois fatores são decisivos para a redução dos deslocamentos em busca de água e alimentos. A plantação e cultivo começou à se tornar comum entre as pessoas, dando início a um mercado de troca. As pessoas trocavam um pouquinho do que plantava com outro tipo de alimento que o outro plantava, dando origem assim ao escambo, como exemplo, eu planto café e você arroz e nós trocamos um punhado, isso fazia girar a economia.

A Era industrial

A Segunda Revolução Industrial (1850-1945) nos deixou de herança mentalidades que ainda carregamos no desenvolvimento e estratégias de nossos negócios.
A população era basicamente separada entre os empresários (proprietários de indústria) e os operários. Se você nascesse na classe operária seria operário o resto da sua vida. Foi aqui que surgiu grandes empresas e empresários como John Davison Rockefeller, Andrew Carnegie, Henry Ford e muitos outros que movimentaram a economia. Pode-se dizer que eles tinham mais dinheiro do que todo o planeta junto.

A Era dos produtos

A Era dos Produtos, surgiu logo após a Revolução Industrial. Quando pensamos em grandes inovações, nos vem à mente produtos que transformaram o mercado. Basta lembrar da revolução causada pelo iPod e o iPhone, equipamentos idealizados por Steve Jobs, da Apple.
Nessa era, o foco exclusivo era do produto e nada mais. Era um modelo de transação baseado em “de um para muitos”, ou seja, um produto, para muitos consumidores. Esse tipo de pensamento de negócio é chamado de Fordismo e foi muito difundido por Henry Ford, seu criador. Existe uma frase dele muito conhecida que é capaz de exemplificar exatamente o contexto do que estamos explicando: “Qualquer cliente pode ter o carro da cor que quiser, desde que seja preto”. Ou seja, a padronização dos produtos era o objetivo central, não havia uma preocupação com produtos altamente elaborados e variedades, mas sim com o alto número de produção e padrão, a fim de que se pudesse eliminar desperdícios e, então, oferecer um preço mais acessível a todos que quisessem comprar. Pode parecer surreal, mas ainda hoje existem empresas que mantêm esse tipo de pensamento. Está se perguntando quem são elas? Pois bem, são todos aquelas que lotam suas caixas de e-mail e até WhatsApp com produtos e serviços que nada tem a ver com o seu fit.
O caminho para grandes melhorias ou negócios de sucesso tem outras vertentes e, nem sempre, a resposta que o cliente procura está em um dispositivo revolucionário. Os mais jovens estão acumulando cada vez menos bens, procurando experiências positivas, e optando por formas mais baratas e sustentáveis de suprir suas necessidades. Nesse cenário, talvez, o que seu cliente mais precisa não seja necessariamente um novo produto, mas um novo serviço.

A Era da Informação

Ou Era digital. Inaugurado com a evolução econômica do século XX referente à dinamização dos fluxos informacionais pelo mundo, surgiu o Marketing 2.0, também chamado de Era da Informação. Nesta época, o foco deixou de ser os produtos e foi transferido para o comportamento do consumidor, permitindo, então, que ele passasse a demonstrar suas necessidades e desejos.
Essa mudança de foco ocorreu devido a todos os avanços tecnológicos proporcionados pela era da informação, que gerou facilidades de acesso ao conhecimento. Os consumidores passaram a comparar produtos, preços, marcas e qualquer outros fatores que os ajudassem a satisfazer suas necessidades.
Foi nesta Era que as pessoas deixaram de ser meras compradoras e passaram a ser vistas como clientes, ou seja, passaram a ser a base das ações publicitárias e comerciais de cada empresa. A massa já não se satisfazia com produtos básicos e genéricos.

A Era dos serviços

Aqui, os operários citados anteriormente começam a ganhar um pouco mais de poder conseguindo iniciar seu próprio negócio à partir de uma máquina, uma loja, um produto, um serviço e começar seu próprio negócio, saindo da classe operária começando à obter mais poder aquisitivo.
Desde novos negócios como Uber, Nubank e Airbnb, que já se transformaram em empresas de grande destaque pela forma como os serviços foram projetados, outros setores como Governo, Saúde, Transporte, Entretenimento, Turismo, Educação e Serviços Financeiros vêm buscando um novo significado para suas estratégias e operações de relacionamento e atendimento ao cliente, olhando para uma sociedade que está em constante transformação.
Em todos os países desenvolvidos, o setor de serviços ocupa posição de destaque na economia. O setor de serviços apresenta-se como a parcela mais dinâmica da economia devido a sua participação do PIB e o numero de empregos no setor crescem a taxas mais elevadas do que nos demais setores econômicos.
75% dos clientes estão dispostos a gastar mais com empresas que proporcionem a eles boas experiências.

A Era da Experiência

Há algum tempo atrás os consumidores buscavam produto por poucas vias existentes. Isso foi ontem! As mudanças com relação aos hábitos de consumo, produtos e as formas de encontra-los estão sendo alterados em uma velocidade assustadora. A busca por um determinado produto apenas para suprir uma necessidade é coisa do passado. Hoje compramos experiência e suprimos nossos desejos que rapidamente dão lugar a novos desejos.
Vender o produto já não basta, agora é preciso criar experiência de compra, fazer com que o ato da compra seja prazeroso, agradável e principalmente inesquecível. Quando paramos para pensar que estas experiências agregam valores a produtos, valores intangíveis, porém fundamentais para a fidelização dos clientes. 
A aplicação da experiência sensorial pode ser feito dentro da empresa. Lojas com ações básicas inseridas no dia-a-dia, ou fora da empresa em uma ocasião especial, ou o melhor em ambas as situações.
Diferente das outras Eras, a Era da experiência é incomparável com as outras Eras. Não sei se você já teve a oportunidade de assistir esse show (se já assistiu, deixe a sua experiência nos comentários). É impossível segurar as lágrimas com a quantidade de emoção que somos atingidos. Não é simplesmente os fogos de artifício, a apresentação, o local mas sim a experiência que a Disney insere em tudo que eles fazem, pode-se chamar até de mágica.
A Disney é famosa pelo seu posicionamento mágico através da experiência, mas não é só ela que pode fazer isso. No seu negócio, independente do tamanho e segmento também é possível e uma das coisas que você precisa compreender é como realizar a transição do preço para o valor.
Preço é o que o cliente paga, valor é o que ele percebe.

A experiência é o futuro da economia

Percepção sobre uma coisa é muito relativo e para contextualizar melhor sobre isso, indico que leia Por que a experiência de uso de produtos está diretamente relacionada com o padrão do comportamento humano?
A experiência está fora do que é tangível, não conseguimos tocar ou explicar e sim sentir, já é o futuro da economia e vai dominar as próximas gerações que serão impactadas pela percepção de valor.
Citado na Era agrícola, o café um produto commodity, quando no escambo ele era trocado, pois se tinha pouquíssimo valor percebido. Nas Eras sucessoras onde o grão do café é vendido por R$ 0,01 por xícara, ainda é percebido pouco valor. Adaptando esse produto ao processo industrial, passando por máquinas, o café é moído, recebe uma embalagem e é distribuído para a venda, ele passa a custar R$ 0,50 por xícara, 50 vezes mais caro que no processo anterior. Chegando à Era da “geração preguiçosa”, a Era dos serviços. As pessoas deixaram de fazer e buscam algo pronto, nas mãos, da forma mais fácil possível, mais rápido, mais simples, e tudo isso agrega valor o café, conseguindo vender por R$ 1,50 por xícara.
Seguimos no mesmo produto, o café, que agora vamos apresentar ele de uma outra forma, pela ótica da experiência. Se imagine em um lugar aconchegante, onde pode sentar e carregar o seu celular, acessar a internet e ainda tomar um café do jeito que você gosta. E se você trabalha remoto, pode sentar, abrir seu notebook e trabalhar, por quanto tempo quiser e convidar o seu cliente para uma reunião ali mesmo. É claro que isso custa "um pouquinho" a mais. E isso é a economia da experiência. Aqui a xícara do mesmo café é vendida a R$ 10,00.
A experiência é uma jornada que seus clientes fazem desde o momento em que ouvem sobre sua empresa até o dia em que vão comprar de você, até o ponto em que entram em contato com você para conhecer mais, e assim por diante. 
O segredo é correr daquilo que está todo mundo fazendo. É proporcionar nos seus clientes o sentimento de pertencimento. Pense em todos os detalhes de contato do seu negócio com o seu cliente. Como é feita a comunicação hoje? Qual é a apresentação do seu produto? O cardápio tem uma boa foto? As redes sociais estão levando aos usuários a mesma experiência de consumo do seu produto?

A sua empresa entrega serviço, produto ou experiência?

Continue reading
0 Ping
Reply
Make a comment

New on Pingback?

Get a personalized experience at Pingback and create a free account now.
or

Suggested Channels

Loading...

Top Issues

Loading...