Loading...Loading...
31

O homeschooling é melhor e eu posso provar

By Superbloom

Last update 6 months ago4 Min.

Em 1984, o pesquisador e psicólogo educacional americano Benjamin Bloom publicou um artigo intitulado "The 2 Sigma Problem".
O artigo reportava a seguinte conclusão: alunos sob INSTRUÇÃO TUTORIAL (um tutor trabalhando com até 3 alunos simultaneamente) tinham, em média, um desempenho melhor que 98% dos alunos em uma sala de aula convencional.
Estatisticamente, isso corresponde a uma melhoria "2 Sigma" ou de dois desvios padrões.
Essa conclusão escancarou uma realidade que pedagogos ideológicos e psicólogos irresponsáveis insistem em ignorar até hoje: praticamente QUALQUER ALUNO tem o potencial de atingir níveis altíssimos de desempenho e ser "o melhor da turma".
Consequentemente, se um aluno não está nesse nível, isso raramente é um problema do aluno. É um problema do ensino e do professor.
Diante dessa realidade, Bloom apresenta então o que ele intitulou "O Problema 2 Sigma":
Como alcançar esse nível mais alto de desempenho sob condições mais práticas e realistas que a tutoria, que é custosa demais para a maioria das sociedades?
(Traduzido e resumido do artigo original.)
Para Bloom, não era realista esperar que parentes e governos ao redor do mundo financiassem um tutor para cada 1, 2 ou 3 alunos. O papel de pesquisadores educacionais deveria ser, então, encontrar formas de trazer os resultados da tutoria para dentro das salas de aula convencionais.
Acontece que, ao meu ver, o Bloom, apesar da seriedade do seu trabalho e de ótimas intenções, foi cegado pelas suas circunstâncias.
Em primeiro lugar, seu trabalho era financiado pelo governo dos EUA e por organizações internacionais.
Não era conveniente para ele defender a promoção de uma solução fora do governo, como é o caso do homeschooling.
Nem era conveniente para ele questionar os desperdícios do governo. (Se olharmos para os gastos por aluno e por professor atuais do governo brasileiro, veríamos que o governo já toma dos nossos bolsos o suficiente para custear um professor para cada 6,5 alunos.)
Em segundo lugar, convinha para ele propor um problema que deveria ser resolvido por ele mesmo e pelos seus colegas de profissão.
Não era conveniente olhar para soluções que já haviam sido desenvolvidas pela iniciativa privada, como é o caso do Método Kumon. (No Kumon, as turmas são de 6 alunos mas os alunos só passam 2 horas semanais nas unidades. A razão alunos/professor passa de 30 facilmente e mesmo assim os alunos Kumon se desenvolvem muito mais que alunos convencionais.)
Na ausência dessas circunstâncias que o cegaram, eu acredito que o Bloom teria percebido que o direcionamento mais fundamental da sua pesquisa deveria ser não o problema postulado, mas sim a popularização da própria constatação de que a instrução tutorial é tão superior ao ensino comum.
O que nos leva ao foco deste artigo:

Como o fenômeno descrito por Bloom se relaciona com o homeschooling?

De uma forma simples: No homeschooling, a INSTRUÇÃO TUTORIAL é o PADRÃO.
Ou você vai estar tutorando os seus filhos ou você vai estar dividindo o custo de tutores com alguns vizinhos.
Portanto, desde que você ou o seu tutor domine o conteúdo a ser ensinado, o seu filho receberá um ensino de MÁXIMA QUALIDADE sob o homeschooling.
Afinal, Bloom e seus colaboradores admitem a tutoria como o melhor método pedagógico concebível. Ela é o "padrão de ouro" em relação ao qual os outros métodos são comparados.
E aqui vem a sacada que o Bloom não conseguiu ver:
Se pais e mães souberem que resultados tão melhores estão ao seu alcance, muitos vão estar dispostos a fazer mais, com as próprias mãos, pela educação dos seus filhos.
E isso se aplica a todas as faixas de renda.
Em todas as faixas de renda, a maioria dos pais investe pelo menos algum tempo e algum valor na educação dos seus filhos. Sabendo que teriam bons resultados, esses pais fariam questão de:
A) Investir mais no total;
& B) Dedicar um percentual maior do investimento à tutoria.
No final das contas, para muitos pais, esse processo os levaria inevitavelmente ao homeschooling.

Não tá acreditando?

Então clique no botão abaixo para receber por email os meus próximos artigos aqui na Pingback!
Na semana que vem, vou publicar o artigo "A tutoria resolve todas as ineficiências da educação." Pretendo mostrar como uma pessoa comum, como tutora, consegue ensinar muito mais que um professor em uma sala de aula convencional.
Já na seguinte, teremos o artigo "O cálculo econômico do homeschooling." Pretendo mostrar como, na ponta do lápis, o homeschooling faz sentido para muito mais pessoas do que é aparente à primeira vista.
Depois continuarei com mais artigos: já tenho uns 15 planejados. Todos na linha de inspirar ou preparar pais para se envolverem mais na educação dos seus filhos. Então não deixe de se inscrever!