Loading...Loading...
0

Toda história tem um início

By Roberta Oliveira

Last update 3 weeks ago2 Min.

Ei, posso te contar uma história?
Mas antes disso acho melhor eu me apresentar.
Meu nome é Roberta e tenho 28 anos, moro em Belo Horizonte a 10 anos, mas sou do interior de Minas Gerais. Uma pequena cidade chamada Biquinhas. E foi lá que minha jornada profissional iniciou, aos 14 anos, como faxineira. Cuidava da limpeza dos lares de muitas famílias  antes da aula (estudava a tarde) e aos finais de semana.
Vim para a capital como muitos dos brasileiros “tentar” a sorte. Com 17 anos embalei meus medos e sonhos e desde então aqui estou.
Meu primeiro emprego na capital foi como cuidadora de idosos, onde eu trabalhei e morei por um ano. Durante o dia me dedicava a cuidar da senhora, casa e refeições e no período da noite a fazia um cursinho de pré vestibular. 
Decidi que iria estudar o que mais amava, por isso a escolha foi Design de Moda e a instituição UFMG. O sonho sempre foi trabalhar com criação, inovação, dar vida e cuidar. Dediquei e a tão sonhada aprovação em uma universidade federal chegou.
Em paralelo a vida acadêmica existia  a realidade de morar sozinha a quilômetros distância de casa. A responsabilidade e os boletos. Portanto, o trabalho sempre foi minha primeira opção. E o estudo vinha após o trabalho.
Sempre trabalhei duro e busquei sempre entregar mais do que estava descrito na carteira ou que havia sido alinhado na entrevista. Atuei em diversos segmentos, todos voltados para atendimento ao cliente, recepção de clínicas, lojas, consultórios e por fim cheguei a empresas de tecnologia. 
E foi no universo da tecnologia que uni o meu amor pela criação e minha experiência com atendimento ao cliente e me tornei Customer Success. Na verdade, acredito que sempre fui uma CS. São 10 anos dedicados a cuidar de idosa, paciente, dentista, médicos, sócios, vendedores, usuários, ou seja, de clientes. 
Eu prefiro falar que são anos dedicados a cuidar de pessoas.
Este foi um resumo do início da minha história profissional.
E me orgulho de dizer eu não esperei saber para começar. E você como começou?