1248, por Captable
1248, por Captable
ūüü£ Veja o futuro
0
0

ūüü£ Veja o futuro

Amy Webb trouxe o futuro para o SXSW. Mais: Elon Musk vai revelar o código do Grok e startup de IA levanta R$ 12 mi depois de aumentar eficiência do Bob's e Subway.

1248
8 min
0
0
Email image

Edição 98

Amy Webb trouxe o futuro para o SXSW.

Mais: Elon Musk vai revelar o código do Grok e startup de IA levanta R$ 12 mi depois de aumentar eficiência do Bob's e Subway.

Vai um gostinho do futuro aí?

Email image

Amy Webb fez uma das palestras mais aguardadas e concorridas do SXSW. Também pudera, a futurologista tratou de nos transportar para um futuro que desafia até mesmo as fronteiras da nossa imaginação mais ousada. 

Enquanto muitos de nós nos contentamos em simplesmente comprar um computador fabricado em massa por alguma empresa tecnológica, Amy nos convida a considerar um cenário diferente: a possibilidade de cultivar nosso próprio dispositivo a partir de uma célula do nosso próprio cérebro. 

√Č como uma vis√£o sa√≠da diretamente de um filme de fic√ß√£o cient√≠fica, onde a tecnologia n√£o apenas atende √†s nossas necessidades, mas se integra profundamente ao nosso ser, adaptando-se de forma personalizada ao nosso estilo de vida.

Imaginem só, um computador que não apenas nos entende, mas que é parte de nós mesmos.

O que torna essa visão tão emocionante - ou talvez assustadora, dependendo da perspectiva - é o que Amy chama de "superciclo de tecnologia". 

Um vórtice onde inteligência artificial, dispositivos conectados e biotecnologia se misturam e se fundem, criando uma sinergia que impulsiona a inovação a níveis nunca antes vistos.

√Č como se estiv√©ssemos testemunhando uma revolu√ß√£o tecnol√≥gica que n√£o se limita a um √ļnico setor ou campo, mas que permeia todas as facetas da nossa vida cotidiana.

Estamos diante de uma onda de mudança tão poderosa que pode redefinir fundamentalmente o que significa ser humano.

Brasileiros marcaram o evento

Al√©m de Amy ter descrito esse cen√°rio, fez observa√ß√Ķes sobre o p√ļblico brasileiro no SXSW. Afinal, quem mais poderia transformar uma fila em uma festa e chegar t√£o cedo para uma palestra sobre o futuro da tecnologia?

Os brasileiros mostram o apetite pela inovação: o país é o segundo, depois dos EUA, com mais participantes no evento.

Medo, incerteza e d√ļvida

No entanto, nem tudo s√£o rosas nesse mundo de possibilidades infinitas. Amy nos lembra que estamos vivendo em uma era de medo, incerteza e d√ļvida, onde as preocupa√ß√Ķes sobre o futuro da tecnologia se misturam com quest√Ķes mais amplas sobre economia, emprego e at√© mesmo geopol√≠tica.

Estamos todos navegando em águas desconhecidas, e é natural sentir-se um pouco perdido no meio dessa tempestade de mudanças. E é aí que entra a tão falada "Geração T", uma geração que está prestes a testemunhar uma transformação sem precedentes na sociedade.

Enquanto nos preparamos para esse novo mundo, Amy nos incentiva a olhar para al√©m do horizonte e considerar o impacto que essas mudan√ßas ter√£o em todas as √°reas de nossas vidas. √Č como se estiv√©ssemos diante de uma encruzilhada, e cabe a n√≥s decidir o caminho que queremos seguir.

O poder das big techs

Enquanto refletimos sobre o futuro que nos aguarda, n√£o podemos deixar de nos perguntar sobre o papel das grandes empresas de tecnologia nesse cen√°rio.

Amy nos alerta sobre o perigo do tecnoautoritarismo, onde o poder das Big Techs ameaça sufocar nossa liberdade e autonomia.

√Č um lembrete importante de que, enquanto abra√ßamos o progresso, tamb√©m devemos estar atentos √†s suas consequ√™ncias n√£o intencionais.

Em √ļltima an√°lise, o futuro da tecnologia √© t√£o emocionante quanto assustador. Estamos diante de possibilidades infinitas, mas tamb√©m de desafios monumentais.¬†

Cabe a nós, como indivíduos e como sociedade, moldar esse futuro de forma a garantir que ele seja tão promissor quanto esperamos que seja. 

A nova promessa de Elon Musk

Email image

Elon Musk, o fundador da xAI, está pronto para jogar mais lenha na fogueira do debate sobre a transparência dos modelos de inteligência artificial. Em um movimento que tem sido aguardado com grande expectativa, Musk anunciou que vai abrir o código de sua própria inteligência artificial, o chatbot Grok, esta semana. 

O Grok, desenvolvido pela xAI, j√° havia causado alvoro√ßo desde o seu lan√ßamento no ano passado. Com recursos que v√£o desde o acesso a dados "em tempo real" at√© informa√ß√Ķes que desafiam opini√Ķes "politicamente corretas" (ou seja, uma maneira elegante de dizer fake news), o chatbot se tornou rapidamente um ponto de controv√©rsia no mundo da IA.¬†

Agora, com Musk anunciando sua decis√£o de tornar parte do c√≥digo-fonte do Grok aberto ao p√ļblico, estamos prestes a entrar em uma nova fase dessa disputa.

A raz√£o por tr√°s do open source

Mas o que levou Musk a tomar essa decisão? Segundo analistas, isso pode ser uma resposta direta à disputa legal em curso com a OpenAI, da qual Musk foi um dos fundadores.

Ou seja, o relacionamento entre Musk e sua antiga cria√ß√£o azedou, levando-o a tomar medidas dr√°sticas para fazer valer seus pontos de vista. √Č como uma briga de fam√≠lia que sai do controle e se torna uma batalha pelo futuro da intelig√™ncia artificial.

N√£o podemos ignorar o hist√≥rico de Musk com o conceito de open-source. A Tesla, por exemplo, j√° abriu diversas de suas patentes ao p√ļblico, em uma tentativa de promover o compartilhamento de tecnologia e incentivar a inova√ß√£o.

Parece que o empres√°rio est√° levando essa mentalidade para a xAI, desafiando a tend√™ncia de fechamento de c√≥digo que tem sido observada em muitas empresas de tecnologia nos √ļltimos anos.¬†

Uma guerra de ideologias

Mas essa decis√£o de Musk n√£o √© apenas sobre tecnologia - √© tamb√©m sobre ideologia. Ao criticar a OpenAI por abandonar sua miss√£o original de disponibilizar sua tecnologia de forma aberta ao p√ļblico, Musk est√° levantando quest√Ķes mais profundas sobre o papel da IA na sociedade moderna.

√Č uma batalha pela alma da tecnologia, com Musk priorizando a transpar√™ncia e a liberdade de informa√ß√£o.

No entanto, nem todos estão convencidos de que o movimento de Musk é o caminho certo a seguir. Para alguns investidores e desenvolvedores, a decisão de abrir ou fechar a IA é uma questão de segurança nacional e bem-estar humano.

Estamos diante de um dilema √©tico complexo, com vozes influentes como Vinod Khosla e Marc Andreessen expressando opini√Ķes divergentes sobre o assunto.¬†

Com a xAI se juntando a outros players do mercado de IA que optaram por uma abordagem aberta, como a Mistral e a Meta, parece que estamos prestes a testemunhar uma revolução na forma como a tecnologia é desenvolvida e compartilhada.

√Č um momento chave e √© o futuro da intelig√™ncia artificial que est√° na balan√ßa.

O Bob's não é bobo

Email image

A Visio.AI √© uma solu√ß√£o que est√° revolucionando a maneira como as franquias de alimenta√ß√£o gerenciam sua rentabilidade e opera√ß√Ķes no varejo f√≠sico. Com clientes renomados como Subway e Bob‚Äôs, duas das maiores franqueadoras do Brasil, os benef√≠cios s√£o evidentes.¬†

Em um cenário onde a média nacional para uma franquia retornar o investimento é de 36 meses, os clientes da Visio. AI têm vivenciado uma redução significativa neste período, retornando o investimento em aproximadamente 25 meses. 

Este impacto vem do resultado da redução de até 20% do custo de mercadoria vendida e 40 horas de economia do tempo da equipe, já evidenciada em mais de 150 clientes em todo o país.

A escolha estrat√©gica da Visio.AI de focar inicialmente nas redes Subway e Bob‚Äôs √© um testemunho de sua determina√ß√£o em demonstrar a efic√°cia de suas solu√ß√Ķes no setor do varejo aliment√≠cio ‚Äď um dos mais competitivos.

Ao aproveitar redes com m√ļltiplas lojas e alto volume de atendimentos, a Visio. AI est√° mostrando sua capacidade de melhorar a rentabilidade e gest√£o em ambientes desafiadores.

IA para mudar o ambiente de trabalho

Mas a Visio. AI n√£o √© apenas sobre n√ļmeros e estrat√©gias de neg√≥cios - √© tamb√©m sobre transformar o ambiente de trabalho no varejo.

Ao utilizar intelig√™ncia artificial e vis√£o computacional, a Visio.AI oferece uma compreens√£o profunda das opera√ß√Ķes de varejo, permitindo uma tomada de decis√£o mais r√°pida e eficaz.¬†

Suas solu√ß√Ķes n√£o apenas otimizam as opera√ß√Ķes di√°rias, mas tamb√©m desempenham um papel crucial no aprimoramento da gest√£o e treinamento de equipes, garantindo que gerentes e funcion√°rios estejam bem equipados para contribuir para o sucesso da empresa.¬†

√Č uma verdadeira revolu√ß√£o no varejo, onde o digital e o f√≠sico se fundem para criar novas oportunidades e possibilidades.

Com aporte, objetivo é expansão

√Ä medida que entramos em uma nova era do varejo, √© incr√≠vel ver como a tecnologia est√° transformando, tamb√©m, as opera√ß√Ķes f√≠sicas ‚Äď menos √≥bvias que os ganhos de produtividade poss√≠veis em neg√≥cios virtuais.¬†

Agora, com um aporte seed de R$ 12 milh√Ķes liderado pela DGF Investimentos, com a participa√ß√£o de Alexia Ventures e Scale-Up Ventures, a startup busca alavancar a opera√ß√£o e expandir sua presen√ßa pelo pa√≠s ‚Äď com a meta de atender e apoiar 1.2 mil estabelecimentos at√© 2025.

Compartilhar conte√ļdo

Informativa, inteligente, exponencial.

Selecionamos as principais notícias do mercado. Trazemos editoriais, análises, entrevistas e materiais educativos. Fazemos você embarcar nesse ecossistema que pode te trazer retornos inimagináveis.

O nosso e-mail chega na sua caixa de entrada toda sexta-feira, às 12h48.